SAP aponta aumento de 36% das apreensões de visitantes com drogas em presídios

 SAP aponta aumento de 36% das apreensões de visitantes com drogas em presídios

Foto: Gilberto Marques/A2img / Gov SP

Compartilhe essa matéria

As apreensões de substâncias assemelhadas às drogas sintéticas cresceram 636% entre janeiro e julho, comparado ao mesmo período de 2022

O número de visitantes impedidos de entrar nas unidades prisionais da Secretaria da Administração Penitenciária portando substância ilícitas aumentou 36% entre janeiro e julho de 2023, se comparado ao mesmo período do ano passado. Foram 589 pessoas barradas antes de ingressarem nos presídios. Dessas, apenas 3,5% eram do sexo masculino.

O secretário de Administração Penitenciária, Marcello Streifinger, explica que os números são resultados do reforço no aparato de segurança nas unidades prisionais para impedir a entrada de ilícitos. “Recentemente, trocamos todos os escâneres corporais dentro dos presídios. Estamos realizando a partir de hoje, 12, seminário cinotécnico para reforçar a capacitação para uso de cães nas unidades, inclusive para farejar drogas e celulares”, detalha o Secretário.

“Além disso, outra explicação é que as drogas sintéticas como k4, pelo fato de serem borrifadas em papel, aparentam ter maior facilidade para entrada, gerando uma falsa expectativa de que seria mais fácil burlar a segurança. Esse conjunto de fatores – reforço na revista e mais tentativas com novo tipo de droga – ajudam a explicar o aumento no número de apreensões” explica Streifinger.

Neste ano, houve um aumento de 636% na apreensão de drogas sintéticas, em comparação ao ano passado. Foram 383 apreensões de substâncias assemelhadas às drogas sintéticas entre janeiro e julho deste ano, contra 52 em 2022.

Já as substâncias assemelhadas à cocaína e maconha, o crescimento foi de 64% na comparação entre os períodos.

0 Reviews

Relacionados