Projeto online reúne artistas para discutir diversidade

 Projeto online reúne artistas para discutir diversidade

O projeto “Festival de solos online” reuniu artistas famosos nas áreas de teatro, dança, música, contação de história, diálogos e especialistas em solos sobre diversidade na produção cultural e artística. Mas, todas as apresentações podem ser conferidas pelo YouTube da BR Produtora: (https://www.youtube.com/c/brprodutora/videos).

O festival conta com a participação de Gero Camilo, Marcella Gozzi, Virgínia Rosa, entre outros artistas. Mas, o projeto foi contemplado pela Lei Aldir Blanc e conta com apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, junto do Ministério do Turismo e da Secretaria Especial de Cultura, Governo Federal e então, tem o apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Campinas.

Então, o “Festival de solos online” tem como curadores o ator, escritor, diretor e produtor Lázaro Ramos e a bailarina, coreógrafa, professora, consultora de imagem, produtora cultural e ex-diretora do Teatro de Dança do Governo do Estado de São Paulo, Viviane Procópio, com colaboração do ator, diretor e produtor Kiko Mascarenhas. Lázaro Ramos, um dos curadores, optou por doar seu cachê como curador para uma entidade da cidade de Campinas/SP, onde se localiza a sede da BR Produtora. A Casa de Cultura Tainã, que engloba diferentes projetos com crianças e adolescentes, mas sempre fortalecendo a cidadania e inclusão social, será a beneficiada.

O evento inclui as áreas de teatro, dança, música, contação de história, diálogos e reflexão, abrangendo várias linguagens e diversidades étnicas, raciais, sociais e de gênero em seu corpo artístico. Mas, a versão de formato online é uma forma da arte se expressar em tempos tão difíceis e porque o artista precisa continuar trabalhando com o uso de novas plataformas para realizar apresentações via internet em tempos de teatros fechados, sendo que a arte se demonstrou tão necessária para acolher e enfrentar o momento. “Este festival de solos é um respiro neste momento tão difícil, mas que comprova que a arte resiste, se transforma e se adapta para permanecer na vida das pessoas”, define Lázaro Ramos.

Confira a programação completa:

Marcella Gozzi em “O que me habita” (Dança)
Gero Camilo em “A Casa Amarela” (Teatro)
Virgínia Rosa e em o “Faz escuro mas eu canto” (Música)

Wellington Nogueira em “Como tudo começou” (Contação de história)
José Carlos Arandiba – Zebrinha Xorogan em “O corpo negro da dança brasileira” (palestra)
Rui Moreira em “Co ês” (Dança e Contação de história)
Silvero Pereira em “BR Trans” (Teatro)
Ao Coral em AOCORAL (Música)

Ailton Krenak Krenak (Palestra)
Valdo Matoss em “A árvore e a aranha” (Contação de histórias)
Rosa Marya Colin (Música)

Ficha Técnica do Festival
Curadoria – Lázaro Ramos e Viviane Procópio
Colaboração – Kiko Mascarenhas
Diretora de Produção – Viviane Procópio
Assistente de produção – Igor Dib
Arte – Ivana Cubas
Assessoria de Imprensa – Luciana Almeida/ Confraria da Informação
Contabilidade – Datecon
Realização – BR Produtora, Secretaria de Cultura e Economia Criativa – Governo do Estado de São Paulo, Secretaria Especial da Cultura – Ministério do Turismo

Serviço:
Festival de Solos Online
Transmissão online: https://www.youtube.com/c/brprodutora/videos

Relacionados

SE INSCREVA PARA RECEBER NOTÍCIAS E BOLETINS EXCLUSIVOS