Osasco adota protocolo usado no Albert Einstein e Sírio Libanês em pacientes com covid-19

 Osasco adota protocolo usado no Albert Einstein e Sírio Libanês em pacientes com covid-19
Compartilhe essa matéria

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, anunciou que Osasco adotou a Ventilação Não Invasiva (VNI) em pacientes com Covid-19. O protocolo já é utilizado em hospitais como Sírio Libanês e Albert Einsten, segundo o Prefeito Rogério Lins.

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

A fisioterapeuta intensivista cardiorrespiratória, Adrian Monteiro, que atua na linha de frente no combate à doença no hospital do Jardim Santo Antônio, explicou que junto à VNI, é colocado um tipo de aquário no paciente em tratamento.

“Além de cuidar do nosso paciente, para que ele venha ter uma abertura expressiva dos alvéolos, estamos cuidando dos nossos colegas de trabalho fazendo com que este aquário venha minimizar a dispersão do ar exalado pelo nosso paciente”, explicou a fisioterapeuta.

Outra modalidade utilizada nos pacientes com coronavírus é a ventilação mecânica não invasiva nos ventiladores, que trabalham a inspiração e a expiração. Segundo Adrian, os resultados têm sido positivos em pacientes obesos. “Nesses pacientes, nós observamos uma melhora. O paciente tem dificuldade na ventilação, então estamos, de forma efetiva, fazendo com que o paciente não venha evoluir para uma ventilação orotraqueal”, completou.

Osasco tem 69,6% dos leitos de UTI ocupados e outros 30,4% livres. Em relação à taxa de ocupação dos respiradores, neste momento, o município tem 36,6% dos respiradores ocupados e 73,4% livres.

Nas últimas 24h, a cidade registrou 11 óbitos em decorrência do coronavírus, chegando a 418 mortes com confirmação da doença, de acordo com o boletim divulgado pela Prefeitura.

0 Reviews

Relacionados