Morre o empresário Osasquense e consultor político Sergio Yamato

 Morre o empresário Osasquense e consultor político Sergio Yamato
Compartilhe essa matéria

Na madrugada desta quinta, 22, o empresário Osasquense Sérgio Yamato sofreu um infarto fulminante e faleceu.

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

Ele é um dos homens mais respeitados na cidade de Osasco e virou história para o município.

Sergio Yamato era empresário e consultor político. A humildade do experiente japonês como é chamado pelos amigos carinhosamente era algo que demonstrava a todos a sua essência.

Casado com Maria da Conceição Yamato, no qual dividia a administração do Colégio Haya no centro de Osasco há mais de quatro décadas.

O Velório de Sérgio Yamato será das 11h ás 14h no Bela Vista.

Yamato deixa três filhos Maurício, Mariane e Fabio e netos.

Nasceu em Getulina, estado de São Paulo, em 18 de abril de 1945. Filho de Hiraku Yamato e Ayako Yamato, tem cinco irmãos: Keiti, Minoru, Koka, Kyoko e Keigo. OS avós estão entre os primeiros imigrantes que chegaram ao Brasil em 1912. Seu pai era nissei, a primeira geração nascida no país.

Morou, trabalhou e estudou na roça até os 12 anos de idade, quando então mudou-se para a cidade de Lins, onde trabalhou como aprendiz de fotógrafo. Em 1963, quando tinha 18 anos, mudou-se para Osasco.

Foram morar no bairro do Bela Vista, na rua Machado de Assis e os pais e irmãos tornaram-se feirantes. Morou também no Rochdale, no Centro e na Vila Yara. Como tinha experiência em fotografia, conseguiu emprego em uma das lojas mais tradicionais na área de cinefoto na capital, a Lutz Ferrando. Neste período fez o primeiro ano de Contabilidade no Liceu Tiradentes, concluindo o curso em Osasco no Colégio Latino Americano.

Durante 20 anos foi proprietário da Nikkei Contabilidade. Teve uma empresa de niquelação e cromeação, uma imobiliária, um posto de gasolina e uma padaria. É um dos fundadores do Colégio Haya, um dos mais tradicionais de Osasco, há 42 anos.

A história na política começou em 1975, época em que montou uma chapa junto com colegas para concorrer às eleições no recém criado município de Osasco. A Chapa Universitária, como foi chamada e que elegeu ele.

Em 1982, foi candidato a vice prefeito na chapa de Francisco Rossi. Depois foi convidado a ser diretor do DAE – Departamento de Água e Esgoto, Presidente do IPMO – Instituto de Previdência do Município de Osasco (1982); Secretário de Serviços Municipais e diretor do Departamento de Fiscalização; Secretário de Indústria, Comércio e Abastecimento; Presidente da CMTO – Companhia Municipal de Transporte de Osasco; Secretário de Governo na Administração Celso Giglio; Membro da APM – Associação Paulista de Municípios; e em 2002, concorreu a deputado estadual e obteve 46.030 votos.

Sérgio Yamato será das 11h ás 14h no Bela Vista.

Fonte: correio paulista

0 Reviews

Relacionados