Mobilidade Urbana e o desenvolvimento da Região

 Mobilidade Urbana e o desenvolvimento da Região
Por Cezar Marmo

Quando se trabalha pelo desenvolvimento da região é preciso investir em infraestrutura e mobilidade urbana. Sigo esta premissa em meu trabalho no Parlamento Paulista, pois envolve uma série de políticas públicas que visam sustentabilidade e qualidade de vida para a população.

Na Grande São Paulo, comemoramos o recente anúncio do Governo do Estado e o Grupo CCR de investimentos na ordem de R$ 2,3 bilhões em obras de melhorias em 13 rodovias em São Paulo. Dentre as obras estão três que defendo desde o início do mandato como deputado estadual, reivindicações apresentadas por lideranças do Executivo e Legislativo Municipais e comunitárias, projetos importantes para o desenvolvimento da região.

A primeira obra anunciada vai beneficiar diretamente a população de Itapevi, Jandira, Barueri e Santana de Parnaíba. É a extensão das marginais de Alphaville na Rodovia Castello Branco até o quilometro 32 (trecho da entrada de Itapevi/Jandira até Barueri).

Outra obra atendida neste pacote é a construção de um novo acesso ao município de Osasco, pela Rodovia Castello Branco, no complexo viário Maria Campo. A medida é importante para segurança da população que não aguenta mais passar horas para entrar na cidade de Osasco em horário de pico.

A terceira intervenção será em Mairinque: construção do Trevo do Sertanejo, solução para 22 mil pessoas que estão ilhadas. As obras contemplam a construção de viaduto e alça de acesso aos Bairros Granada, Barreto, Monjolinho e Recanto dos Eucaliptos por meio da Avenida Antônio de Oliveira Santos, conhecida como “Estrada do Sertanejo”, cruzando a Rodovia Raposo Tavares.

Essas três demandas apresentei nas reuniões com o governador Doria, o presidente da Concessionária CCR-Viaoeste, José Salim Kallab Fraiha, o secretário de Estado dos Transportes, João Octaviano, e o diretor geral da Artesp- Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo, Milton Roberto Persoli.

Em todas as audiências, defendi a execução dessas obras porque vão além de infraestrutura e mobilidade urbana. São intervenções que propiciarão o desenvolvimento econômico das cidades pois garantirão melhor acesso e fluidez do trânsito, condições que atraem novas empresas para gerar emprego e renda à população.

Relacionados

SE INSCREVA PARA RECEBER NOTÍCIAS E BOLETINS EXCLUSIVOS