Lojas CEM é a melhor do Brasil pela 4ª vez

 Lojas CEM é a melhor do Brasil pela 4ª vez

Por Aline Barros

A rede comercial de móveis e de eletrodomésticos Lojas CEM acaba de conquistar, pela quarta vez, o Prêmio Valor 1000, como a melhor empresa de varejo do Brasil. O ranking, cuidadosamente elaborado pelo jornal Valor Econômico, da Globo, então classifica as 1000 maiores empresas brasileiras de todos os setores econômicos e aponta as campeãs de cada setor, mas mediante critérios homologados pela Faculdade de Administração de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas e análises da Serasa Experian.

Portanto, a vitória das Lojas CEM deu-se, não pelo seu faturamento ou lucro, mas pelo melhor desempenho da empresa em todas as áreas. Porque na publicação anual estuda cuidadosamente os balanços apresentados pelas empresas, comparando o desempenho das companhias. Então, a edição deste ano tem por base os balanços de 2020, ano do início da pandemia de covid-19. Embora, nessa ocasião, as Lojas CEM, que ainda não vendem pela internet, permaneceram por cerca de 70 dias com todas as suas filiais fechadas em razão das medidas de combate ao coronavírus.

Mas na pandemia, a rede manteve todos os seus mais de 11 mil funcionários empregados, continuou pagando a todos (inclusive seus fornecedores) rigorosamente em dia, deu tranquilidade aos clientes, abolindo os juros sobre as prestações vencidas no período de fechamento das lojas e seguiu ampliando seu Centro de Distribuição, construindo e inaugurando novas filiais.  Então, com essas medidas, que bem demonstram a força da empresa, as Lojas CEM mantiveram índices de faturamento e de rentabilidade equivalentes ao do ano anterior e garantiram mas uma vez a conquista do prêmio, que já tinham vencido por três vezes em anos anteriores: em 2005, 2012 e 2013.

Estatísticas

Então no ano de 2021, as Lojas CEM continua crescendo ainda mais, inaugurando novas filiais. Porém, a empresa está finalizando as obras de seu Depósito 2, mas recentemente abriu duas filiais na cidade de Campinas e inaugurou sua segunda loja na cidade de Limeira. Então, no próximo dia 25, a rede inaugura mais uma filial no Rio de Janeiro, no município de Miguel Pereira, mas dessa vez com a presença do Governador do Estado, Sr. Cláudio Castro.

Porque em cada cidade onde se instalam, as Lojas CEM geram mas de 40 empregos diretos, contribuem com o desenvolvimento elevando a arrecadação de impostos, porque fortalecem o comércio local e oferecem novas opções de consumo à população. Portanto, além dos preços baixos, o crediário é próprio, pelo tradicional “Carnezinho”, feito e aprovado nas filiais da rede, sem taxas de abertura de crédito, emissão de boletos ou anuidade.

Critérios do Prêmio Valor 1000

Mas para definir as empresas campeãs de cada um dos 26 setores da economia, foram analisados oito critérios: Receita Líquida, Margem Ebitda, Rentabilidade, Margem da Atividade, Liquidez Corrente, Giro do Ativo, Cobertura de Juros e Crescimento Sustentável.

Então, veja abaixo, a classificação final do setor de Comércio Varejista, mas considerando a pontuação obtida pelas empresas nos oito critérios. Portanto, é possível analisar os dez primeiros varejistas segundo a Edição 2021, da Valor Econômico.

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL – COMÉRCIO VAREJISTA

1º) Lojas CEM 38,0 pontos
2º) Assaí 35,0 pontos
3°) Lojas Koerich 31,0 pontos
4º) Havan 28,5 pontos
5º) Grupo Carrefour Brasil 28,0 pontos
6º) Casa Granado 23,0 pontos
7º) GPA 22,5 pontos
8º) Lojas Colombo 17,5 pontos
9º) Magazine Luiza 17,5 pontos
10º) Lojas Renner 17,0 pontos

Média das 10 primeiras

25,8 pontos
  Fonte: Valor 1000 – Edição 2021 (Valor Econômico – Setembro 2021).

Foto Divulgação

Relacionados

SE INSCREVA PARA RECEBER NOTÍCIAS E BOLETINS EXCLUSIVOS