COVID-19 E O RISCO DA IMOBILIDADE EM IDOSOS

 COVID-19 E O RISCO DA IMOBILIDADE EM IDOSOS
Compartilhe essa matéria

Olá, tudo bem com você?

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

Em minha coluna da semana passada, falei das novas recomendações da OMS – Organização Mundial da Saúde com relação a atividade física e o comportamento sedentário no mundo.

Os Idosos de maneira geral, possuem o costume de ficar mais parados durante o dia devido a ausência de compromissos ou por algum problema de saúde que o obriga a ficar mais parado.

Em tempos de COVID-19, a imobilidade no idosos pode se tornar um problema ainda mais grave piorando doenças já existentes.

Com o passe dos meses, vários estudos foram realizados e revisados para orientar a população quando a importância da atividade física mesmo em tempos de pandemia onde a orientação é de evitar aglomerações e manter o distanciamento social mas isso não quer dizer, que a saúde física também deve ser deixada de lado.

Qualquer pessoa pode ser contamina pela COVID-19, mas a ciência já demonstrou que as pessoas idosas e com baixa atividade física, estão ainda mais sujeitas a contaminação e com maior frequência de óbito do que os mais jovens devido a piora de doenças pré existentes.

A atividade física, principiante nos idosos em tempos de pandemia, fortalece o físico, a mente e as defesas do organismo pois mantém o corpo em alerta!

Forte abraço e cuide-se bem!

Fonte: OMS | Brasil

Dr.Robson Gonçalves Mailho Fisioterapeuta – CREFITO-3 108.159-F
Cel: 11 98556-7434
Membro na ABRAFIGE – Associação Braseira de Fisioterapia em Geriátrica
Qualified Professional na Silver Ocean 60+
Instagram: @rm_fisiopersonal
Facebook: Robson Gonçalves Mailho
LinkedIn: Robson Mailho

0 Reviews

Relacionados