Como é sua relação com o lixo que você produz?

 Como é sua relação com o lixo que você produz?

 

Por Elsa Oliveira

Publicamos, há pouco tempo, um post nas nossas redes sociais avisando que Osasco ganhará mais um ecoponto nos próximos dias. Este será o quinto ecoponto da cidade, espaços para onde a população pode levar materiais recicláveis, como papelão, garrafas plásticas, latas e vidros, além de móveis que não querem mais, sobra de material de construção, madeira, eletrodomésticos e até pilhas e baterias. Além desses cinco, a cidade também conta com mais quatro miniecopontos.

A iniciativa é ótima, mas a gente precisa começar a pensar em comportamentos que reduzam a produção de lixo, ainda que os produzidos sejam recicláveis e descartados de forma correta.

Sustentabilidade certamente é uma das palavras de ordem do século XXI, uma vez que o mundo está chegando ao seu limite no que diz respeito ao fornecimento de recursos naturais para custear as atividades humanas. Uma das questões mais fundamentais e urgentes em termos de sustentabilidade diz respeito a encontrar formas de reduzir o lixo que é descartado no meio ambiente. De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), os brasileiros geram 230 mil toneladas de lixo POR DIA. Isso quer dizer que, em média, produzimos, cada um, 1 kg de lixo diariamente.

Insano, não é? Mas, como podemos contribuir para a redução dessa quantidade?

A principal maneira de reduzir a quantidade de lixo é também diminuir a quantidade de produtos consumidos ou, pelo menos, consumir os produtos certos. Um dos hábitos mais fáceis de ser adotado é o de recusar sacolas plásticas no supermercado, levando a sua sacola de tecido ou de lona quando for às compras. Outra dica é usar açucareiro ao invés de saquinhos de açúcar, evitar utilizar canudos e sempre usar os dois lados do papel para impressão ou escrita.

E contas de consumo? Você ainda recebe no papel? Que tal mudar essa prática? Energia, água, celular, todos esses boletos já podem ser recebidos por email, sem gerar custo para o pagador. Revistas e jornais também podem ser lidos online, não precisam mais ser comprados e muito menos, descartados após o seu uso.

Poderia escrever páginas sobre nossa responsabilidade ambiental, mas por hoje, resolvi ficar com as dicas simples. A última, diz respeito ao que você produz na cozinha. Restos de comida podem ser utilizados em processos de compostagem orgânica, resultando em um excelente adubo. Cascas de alimentos também podem virar adubo, mas antes, vale dar uma pesquisada sobre quais delas viram torta, pudim e ração. Já tentou bolo de casca de banana? E bolinho de casca de batata? Receitas que reduzem o lixo, geram economia e resultam em alimentação saudável.

E por fim, colabore com a coleta seletiva.

Encaminhar seu lixo para a coleta seletiva é uma das principais formas de reduzir o lixo que é descartado no meio ambiente, uma vez que somente 2% de todo o lixo produzido no Brasil é devidamente reciclado.

Em Osasco, a cobertura da coleta seletiva na cidade inteira ainda é um desafio, e estamos cientes disso. Então, se mesmo depois dessas dicas você ainda tiver lixo reciclável para descartar, utilize os ecopontos. Entenda que a relação com o meio ambiente é uma relação de pertencimento, ou seja, você pertence a ele e ele pertence a você, e o que acontece fora da sua casa também é responsabilidade sua. A gente pode, com pequenas ações, promover grandes mudanças. É só dar o primeiro passo! Saiba mais em www.osasco.sp.gov.br.

 

 

 

 

0 Reviews

Relacionados

SE INSCREVA PARA RECEBER NOTÍCIAS E BOLETINS EXCLUSIVOS