Câmara de Osasco aprova equiparação salarial dos professores

 Câmara de Osasco aprova equiparação salarial dos professores
Compartilhe essa matéria

Ontem (16), os vereadores da Câmara Municipal de Osasco aprovaram em segunda votação, o projeto de lei complementar 25/2020. Apenas 16 foram favoráveis, quatro não votaram por problemas de conexão no momento da votação e Ribamar Silva não votou por ser o presidente da Casa.

Thank you for reading this post, don't forget to subscribe!

A equiparação do piso salarial para os cargos de Professor de Desenvolvimento Infantil I (PDI I) e Professor de Desenvolvimento Infantil II (PDI II) será em janeiro de 2020 acompanhando o piso nacional. O piso nacional do magistério passou de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,15 para uma jornada de 200 horas mensais, o equivalente a R$ 14,43 por hora.

O prefeito Rogério Lins (Podemos) explicou nas redes sociais o motivo dessa correção salarial ter ocorrido só em dezembro. “Por conta dos gastos com a pandemia do coronavírus e, também, por conta legislação eleitoral, o projeto só foi apresentado em 25 de novembro”.

O vereador Toniolo, Líder do governo na Câmara explicou a pertinência do projeto: “A equiparação com o piso nacional é reivindicação antiga dos professores de Osasco”. Também conforme o texto do PLC 25/2020, o aumento será retroativo em relação ao ano de 2020 e beneficiará ainda os professores já aposentados.

Já o vereador Ralfi Silva ressaltou que essa era uma das promessas de campanha do prefeito e de como o reajuste aos professores era aprovada por boa parcela da população: “Muita gente me pediu voto favorável ao projeto”, afirmou o parlamentar.

Ricardo Silva reafirmou como a pandemia e as eleições atrasaram a votação do PLC 25/2020, e enfatizou a importância dos docentes durante a crise causada pelo Covid-19. Para o vereador Daniel Matias, é um reconhecimento ao trabalho dos professores: “São eles que impulsionam as novas gerações e, por conseguinte, a nossa cidade”.

0 Reviews

Relacionados